Overblog Seguir este blog
Administration Create my blog

2017-04-28T00:59:05+02:00

Introdução à comunicação com pré-humanos - parte 1

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Para uma pessoa canalha ou de mente fragmentada, a linguagem humana é um meio de ação no mundo real, não um meio de expressão ou de transmissão de informações ou ideias. Uma linguagem humana criada para ser usada entre um grupo de pessoas normais não tem só regras de gramática, de sintaxe, de ortografia. Ela é uma regra geral de comunicação. Qualquer palavra ou elemento não-verbal tem vínculo com algum objeto do mundo real, de um conjunto criado ou da própria linguagem. Aquelas pessoas que usam a linguagem humana sem essa preocupação com o mundo real ou que recebem a linguagem humana dessas primeiras sem a consciência de o que é a linguagem humana, eu chamo aqui de pré-humanas. Não as chamo de animais porque pelo menos os animais domésticos sabem usar e receber a linguagem. Quem tem um gato ou um cachorro de uns 5 anos sabe que ele entende algumas palavras da linguagem humana e, por exemplo, um assovio; e sabe também que ele usa alguns sinais para se comunicar com os humanos dele (por exemplo, mexe no portão quando quer sair da casa). Os pré-humanos, quando conhecem o mundo real, mal passa do suficiente para parecer erudito e conhecer a reação das pessoas de mentalidade normal a certas palavras ou elementos não-verbais. É com isso que podemos entender o movimento esquerdista. Vou dar alguns exemplos.

1) A pessoa pré-humana não entende o que vê, não entende o que ouve, não entende o que ela mesma diz e, por isso mesmo, entende que as outras pessoas têm as mesmas deficiências. Então, o pré-humano acha que está sendo claro quando não diz nada ou apenas repete o que disse, em geral porque está acostumado a dar indiretas a quem não é do seu tamanho ou tem educação suficiente para não mandá-lo pro Inferno.

2) Quando a pessoa diz "X é X" ou "X é X, Y é Y", ela acha que diz uma informação poderosa exatamente porque não entende o que está dizendo. Uma coisa é igual a ela mesma é um caso de uma estrutura lógica chamada tautologia, que só pode ter valor de verdade verdadeiro. Se essa pessoa lê a frase anterior, ela entende que quando eu digo que "X é X" só pode ser verdadeiro, eu digo que é indiscutível que o primeiro X é o Z que ela pensa que disse; ou que quando eu digo que "X é X, Y é Y" só pode ser verdadeiro, eu digo que é indiscutível que o segundo X e o segundo Y são coisas diferentes.

3) A pessoa pré-humana pode usar o truque de teatralizar um conhecimento da língua pátria. Quando a pessoa, por exemplo, diz que usou uma conjunção quando usou uma preposição ou que usou o pretérito do subjuntivo quando usou o futuro do pretérito, a farsa fica mais óbvia para quem tem o conhecimento da língua pátria. Mas o que essa pessoa faz com frequência nas redes sociais, e o truque funciona cada vez menos, é copiar um trecho de uma obra que não tem relação com o que ela pensa que responde.

4) A pessoa pré-humana pode usar a ironia, que é o uso de um absurdo para reforçar a verdade, para dizer o absurdo usando a verdade como se fosse ela o absurdo. Isso acontece porque a pessoa não sabe perceber a realidade como realidade, ou interage com pessoas que acredita que não sabem.

5) Os esquerdistas dos países democráticos costumam falar mal de escritores e jornalistas sem dizer o título de um artigo que eles tenham escrito. Eles desmascaram autores de 15 livros ou 1.000 artigos de jornal juntando histórias reais ou imaginárias do que eles fizeram há 30 anos atrás. É pior do que falta de argumentos. É incapacidade mental para lidar com a verdade ao ponto de sequer debater com uma pessoa real.

6) A pessoa pré-humana pode falar com outra e não ouvir o que a outra diz. Um exemplo: o pré-humano faz uma pergunta, ouve a resposta e repete a pergunta como se não tivesse ouvido a resposta. Outro exemplo: o pré-humano diz uma coisa, ouve uma resposta que mostra que ele disse bobagem e continua falando o que disse no começo.

7) A pessoa pré-humana pode atacar ideias que ninguém defenderia ou defender ideias que ninguém atacaria, pelo menos não abertamente, como se fosse um soldado em uma cidade repleta de inimigos. A pessoa pode pegar uma ideia absurda ou um termo absurdo sem qualquer lastro na realidade, não raro sem sequer coerência interna, para descrever o mundo real. Aí, uma ideia como "cultura do estupro" ou "erotização infantil", que uma pessoa normal nem daria atenção de tão grosseiramente absurdo, pode ser a base para um artigo de jornal, um livro ou mesmo um encontro de especialistas em uma universidade. Aqui, eu esclareço que os pré-humanos não são só esquerdistas, os conservadores ou tradicionalistas em geral também são pré-humanos.

Ainda vou dar um exemplo de 2015 no Brasil para esclarecer o problema. Um artigo da revista Carta Capital diz que as emissoras de televisão receberam quase 14 bilhões de reais de verba publicitária do governo PT;[01] um artigo do mês seguinte da página do PT menciona, com uma certa alegria, uma pesquisa que diz que "13,2% confiam sempre no que a mídia publica, contra 21,2% não confiam nunca", sendo quase 5% os que disseram que a imprensa era a instituição em que mais confiavam.[02] No segundo semestre de 2014 e no primeiro de 2015, o povo brasileiro não confiava cada vez menos só na imprensa e na televisão, também acreditava cada vez menos no governo Dilma Rousseff. Mas se a "mídia" estava dando o que os aliados do PT chamam de golpe, por que recebeu 14 bilhões de reais em 12 anos até então? Mas se quando eles falavam de "PIG" (Partido da Imprensa Golpista), era só teatro (e era), vamos imaginar uma cena. Dilma Rousseff ainda está na Presidência da República e liga pro dono da Rede Globo.

- Você viu a pesquisa? Eu te paguei meio bilhão ano passado pra você fazer esta m%$£@? A sua credibilidade está indo pro buraco e levando a minha junto. Resolve essa p¢$$@ aí. Melhora a sua imagem aí porque você tem que me tirar da m%$£@. Eu já tenho 60% de rejeição, eu não posso cair, p¢$$@! Você quer me f#£%$?

Se esta conversa nunca aconteceu, o que é muito provável, por que o PT usou dinheiro público para propaganda dele mesmo disfarçada de propaganda da Administração Pública, uma campanha publicitária bilionária não deu o resultado que era esperado e nem parece que o cliente está possuído de raiva por isso? Porque isso foi um uso pré-humano da comunicação de massa. Ninguém pensou em fazer alguém que votou em Aécio Neves ou Levy Fidelix em 2014 gostar da Dilma, isso não foi uma campanha publicitária normal como uma propaganda de refrigerante. A propaganda pró-PT era para quem já era simpatizante do PT; se a propaganda era de baixo nível intelectual, também era para quem tinha baixo nível intelectual mesmo que não fosse entusiasta de Lula e Dilma. Essa fala na comunicação de massa era para os simpatizantes do PT e os idiotas se sentirem representados e os inteligentes antiesquerdistas se sentirem sozinhos. Se não fosse a internet, isso poderia ter dado certo. Mas se houve uma série de manifestações pelo impeachment de Dilma Rousseff organizada principalmente nas redes sociais e elas conseguiram seu objetivo, isso prova que os do outro lado chegaram a um nível de decadência mental em que não conseguem perceber a fraqueza das próprias mentiras. O que não significa que os farsantes se dêem mal. A fala em si (pode ser também um texto escrito, por exemplo) tem efeitos que podem atender os objetivos do pré-humano.

Esses motivos para o investimento da esquerda em uma imprensa cada vez menos crível são os mesmos pelos quais um governo de esquerda investe mais em educação e não consegue aumentar nada além das taxas de semianalfabetos, delinquentes e militantes parasitas dentro das escolas e das universidades. E o público não sabe quando todas as universidades públicas do Brasil estão em greve há três meses, e uma tese de pós-graduação ou um artigo acadêmico é desconhecido na universidade onde foi publicado.

Então, como se comunicar com um pré-humano? Vou dar uma resposta geral rápida.

1) Tenha você mesmo uma integridade mental e linguística junto com uma inteligência psicológica. Por que você sente raiva, piedade ou constrangimento em relação a uma pessoa? Por que uma coisa, um conjunto de palavras, uma expressão facial te deixa sem graça, ou irritado? Você consegue descrever isso em palavras? Você já explicou o significado de uma palavra que você usa com frequência para alguém que nunca a ouviu antes, ou conseguiria fazer isso se fosse o caso? Você tem um medo de alguma coisa e conseguiria explicar porque esse medo é razoável em palavras? Aliás, você sabe por que choramos, temos medo, temos raiva, etc? O pré-humano tem uma parte considerável dele próprio que ele bloqueia para a análise racional. Daí, qualquer habilidade profissional ou bagagem de informações é dedicada a alimentar a farsa pessoal ou a vaidade. O caso da mulher feia e sexualmente frustrada que se destaca no meio técnico-acadêmico é uma ilustração rápida bem conhecida.

2) Não discuta ideias, discuta a pessoa. Argumentos em torno de ideias são para conversas honestas com pessoas com integridade mental. Os canalhas têm de ser expostos ao público e os fracos têm de ser expostos a si mesmos.

3) Desenvolva o bom humor e o humorismo. Os pré-humanos em geral se incomodam com pessoas que parecem felizes, e se incomodam mais ainda com o risco de serem desmascarados pelo ridículo.

4) Juntando os três ítens anteriores: use a comunicação não-verbal do pré-humano contra ele mesmo.

NOTAS:

[01] "Publicidade federal: Globo recebeu R$ 6,2 bilhões dos governos Lula e Dilma", Carta Capital, 29 de junho de 2015, https://www.cartacapital.com.br/blogs/midiatico/emissoras-de-tv-receberam-mais-de-r-10-8-bilhoes-publicidade-federal-7609.html.

[02] "Maioria dos brasileiros não confia na imprensa", Partido dos Trabalhadores, 22 de julho de 2015, http://www.pt.org.br/maioria-dos-brasileiros-nao-confia-na-imprensa.

Apêndice

Capturas de tela mandadas pelo parceiro Arthur Tavares.

Ver comentarios

2017-04-23T01:36:37+02:00

Até que veio o dilúvio (eu votei no Aécio)

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Nada mais justo para quem trata a preocupação com um problema geral como falta do que fazer do que não fazer outra coisa na sua vida particular além de lidar com as consequências dele. Eu vou na sequência da minha série "A hora de fechar a arca" (parte 1 e parte 2) e vou continuar na ilustração do dilúvio.

Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos (...).

(Mt 24: 38, 39)

Em questão de uns 10 dias, aqui no Brasil, o cantor Victor Chaves sendo denunciado por agredir a esposa depois de ela mesma retirar a queixa e o laudo não comprovar a agressão;[01] o ator José Mayer ser denunciado por assédio sexual oito meses depois e sendo vítima de uma campanha feita por colegas mulheres da Rede Globo, a maioria atrizes com menos anos de idade que ele de profissão;[02] um participante do "reality show" Big Brother Brasil sendo denunciado por violência contra a mulher[03] por reagir à violência por uma mulher[04], além de eliminado do tal programa. Os três acusados estavam na Rede Globo, um era jurado de uma competição musical, o The Voice Kids, um era ator de uma novela recente, o outro era participante de um "reality show". Não foram só esses homens famosos que não foram conhecidos por se expressar a favor dos Direitos Humanos dos Homens e Meninos que agora são vítimas do LGBT-Feminismo, muitos homens comuns que nunca se interessaram pelo assunto também esbarraram nele.

Pode ser porque eu fiquei até meio tonta vendo esses casos todos juntos, mas o que eu pensei? Em mim mesma e nos meus confrades. Eu comecei a criticar o LGBT-Feminismo na blogosfera, eu tinha 15 anos e usava blogues gratuitos. Eu vi o Silvio Koerich ser falsificado para dar pretexto para o verdadeiro ser preso, e eu denunciei isso no meu modesto alcance. Eu comecei a escrever em inglês aqui no Brasil antes que defender os direitos dos homens fosse transformado em crime nos Estados Unidos. Eu fiz uma série de casos de violência de mulher contra homem e no segundo caso já tinha gente me perguntando se o meu objetivo era justificar a violência de homens contra mulheres. Eu tinha 20 anos quando uma leitora feminista tentou chamar mais gente pra me denunciar à Polícia Federal por racismo, porque ela leu o que não quis sobre o caso de uma vadia mirim que por coincidência era negra. Já fui chamada de racista, misógina e homofóbica pela grande lesbofeminista Lola Aronovich (grande em proeminência), ainda em 2012. Perdi o meu blogue no Wordpress, o meu perfil no Wordpress é bloqueado, perdi três perfis no Facebook, tomei três suspensões no Google Plus, tudo isso porque fui atacada pelos feministas (mulheres e homens) e pela parte mais burra do meio cristão conservador. Pelos feministas porque eu gosto de homens e pelos conservadores porque, digamos, eu gosto de homens. E eu não sou uma pessoa muito ativa na militância. E a minha vida no mundo físico não teve sobressaltos e até o meu trabalho na internet nunca foi interrompido. Mas eu vi blogues da Real sendo fechados porque os autores foram ameaçados (ou de morte ou terem a identidade revelada). E vi antifeministas de fora da Real sendo vítimas de falsas acusações.

Como o Feminismo de hoje é parte do movimento socialista e da política de esquerda, não é só coincidência no tempo que outras coisas sinistras aconteceram nos mesmos dias na política do Brasil. Por exemplo, o empresário Marcelo Odebrecht finalmente delatou Lula e Dilma Rousseff na Operação Lava Jato, mas não antes de fazer uma lista de políticos que receberam alguns milhões de reais cada um para campanhas políticas ou suborno.[05] A Operação Lava Jato foi criada para investigar o Petrolão, esquema de corrupção exclusivo do PT que usava a Petrobrás para subornar a "grande mídia" e financiar publicações na internet específicas para difamar a oposição, além de subornar o Facebook para censurar o antiesquerdismo, tudo isso disfarçando o dinheiro de verba de publicidade estatal. Quando a Polícia Federal e o Supremo Tribunal Federal podiam fazer um trabalho honrado, desviaram o trabalho para criar o eu-comi-a-sua-irmã da política. E um artigo no jornal O Globo diz que a Construtora Odebrecht financiava Lula e o PT desde a década de 1970 (na época, com o pai do Marcelo).[06] A empresa antes era uma empreiteira pequena do sul da Bahia, cresceu muito, estava tudo muito bem, até que a Rainha Louca fez muita besteira e ela teve de cair para não levar o PT inteiro junto. Agora, em vez de herdeiro de uma grande empresa de construção civil, Marcelo Odebrecht é um empresário desmoralizado que vai ter que ajudar não a destruir o PT, mas a destruir a oposição enquanto salva o PT, para ele mesmo passar menos tempo na cadeia.

E o impeachment de Dilma Rousseff aconteceu, em última análise, porque o governo PT atingiu o mesmo público que a elegeu. Por exemplo, enquanto a educação ficava cada vez pior do que já era, mas dava diploma universitário para gente que não sabia interpretar ou escrever decentemente um texto de três parágrafos, eram 60, 70, até 80 por cento de aprovação. A mesma coisa quando esse diploma dava expectativa de um emprego no serviço público onde se podia ganhar muito sem fazer um trabalho decente. Quando os descadastros do Bolsa Família vieram, o diploma universitário do filho semianalfabeto ficou em perigo porque o financiamento estudantil teve menos dinheiro e até o serviço público teve onda de demissão, tudo isso por causa do encolhimento da economia, foi aí que a rejeição ao governo chegou a 60, 70 por cento.

A culpa não é minha, eu votei no Aécio. Adesivo de carro em 2014, 2015.

Eu faço minhas as palavras de um adesivo de carro que circulou pelo Brasil em 2015 e 2016: "a culpa não é minha, eu votei no Aécio". Por acaso, eu realmente votei no Aécio Neves para presidente no segundo turno da eleição de 2014. Ele foi o voto útil da direita, era ele ou Dilma. Eu mesma escrevi sobre o que devíamos fazer se ele ganhasse[07] (e na verdade, ele ganhou, mas não levou, a apuração foi fraudada). Por sinal, se o brasileiro que tinha mais de 15 anos na década de 2010 ainda estiver vivo quando o Brasil for decente, ou vai provar que foi um gigante moral pelo menos no governo Dilma Rousseff ou vai ter de se dar por feliz se os netos o tratarem com educação.

Ah, e eu escrevi ainda em 2010, logo depois da eleição da vitória da Rainha Louca, que o grande problema foi a vitória do público que a elegeu.[08] E na época, Lula tinha uns 60 ou 70 por cento de aprovação. A Marcha das Vadias ainda não tinha acontecido, e quase todas as mulheres que criticaram o Feminismo nos últimos 4 anos ainda eram desconhecidas, nunca se pronunciaram sobre o assunto ou eram simpatizantes do movimento. Quem se dizia antifeminista ainda eram, a grosso modo, tarados enrustidos mal sucedidos, provincianas neuróticas, "sugar babies" falsas moralistas e vadias em fim de carreira. E eu já escrevia contra o Feminismo e contra o esquerdismo com uma certa dedicação já havia algum tempo.

Noé pregou por muito tempo que o dilúvio estava por vir. De acordo com alguns comentaristas, ele pagou empregados para construir a arca. Mas, como diz aquele texto do evangelho de Mateus, o povo estava seguindo a vida normal até ela acabar em questão de horas. Nós já temos um grande número de acusações falsas contra homens, talvez mais acusações falsas do que verdadeiras, por crimes sexuais contra mulheres, meninas adolescentes e crianças. Nós já temos minoria de homens nas universidades do Brasil e do mundo. Nós já temos maioria de homens vítimas de assassinato e suicídio, e boa parte dos homens que se suicidam são homens casados. Nós já temos países do mundo decente onde um homem é preso por procurar uma prostituta. Nós já temos países do mundo decente onde o transporte público tem vagões, ônibus ou trens inteiros exclusivos para mulheres. Mas nós não podemos falar isso que eu listei aqui com qualquer homem, pelo menos não esperando que ele entenda o tamanho da porcaria.

Nós podemos não ter feito o que estava ao nosso alcance até esse abril de 2017, mas os mais improdutivos dos antifeministas conservadores fizeram comentários raivosos em redes sociais e comentários de notícias na internet. Mesmo as moças que nós chamamos de "conservadias" têm, no mínimo, esse crédito. Mas aqueles que nem isso fizeram vão ser vítimas da própria burrice. E talvez eu tenha sido gentil de comparar essas pessoas com aquelas pegas no dilúvio. Uma pessoa no meio de uma inundação não age como se ela só atingisse o vizinho. Muitos homens só vão acordar para a questão de direitos humanos, e não só das violações dos direitos fundamentais dos homens, quando forem linchados por uma falsa acusação de crime sexual ou quando forem presos por estuprar uma mulher com que eles mal falaram na vida. A maioria, nem assim.

NOTAS:

[01] "Por imagem de câmera de segurança, Polícia Civil indicia Victor", Veja, 04 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/por-imagem-de-camera-de-seguranca-policia-civil-indicia-victor.

[02] "José Mayer: 'Eu errei'", Veja, 04 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/jose-mayer-eu-errei.

[03] "BBB: Marcos deve ser denunciado na Delegacia da Mulher nesta segunda-feira", Correio 24 Horas, 10 de abril de 2017, http://www.correio24horas.com.br/single-entretenimento/noticia/bbb-marcos-deve-ser-denunciado-na-delegacia-da-mulher-nesta-segunda-feira.

[04] "Emilly manipulou todo mundo, inclusive Marcos, para vencer o BBB 17", Deborah Bresser, R7, 14 de abril de 2017, http://entretenimento.r7.com/blogs/blog-da-db/emilly-manipulou-todo-mundo-inclusive-marcos-para-vencer-o-bbb-17-20170414.

[05] "República de Banânia já pode adotar um novo nome: Findomundistão", Reinaldo Azevedo, 12 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/republica-de-banania-ja-pode-adotar-um-novo-nome-findomundistao.

[06] "Emílio Odebrecht relata ajuda de Lula contra greve nos anos 70", O Globo, 14 de abril de 2017, http://oglobo.globo.com/brasil/emilio-odebrecht-relata-ajuda-de-lula-contra-greve-nos-anos-70-21209544.

[07] "Aécio Neves passou para o segundo turno, mas se ganhar, é só o fim do começo", A Vez dos Homens que Prestam, 06 de outubro de 2014, https://avezdoshomens.blogspot.com/2014/10/aecio-neves-passou-para-o-segundo-turno.html.

[08] "Dilma Rousseff eleita presidente: em 2010, quem ganhou foi a gentalha", A Vez dos Homens que Prestam, 18 de novembro de 2010, https://avezdoshomens.blogspot.com/2010/11/dilma-rousseff-eleita-presidente-em.html.

Ver comentarios

2017-04-18T01:53:38+02:00

Garota Conservadora, acabou!: bate no privado porque apanha em público

Publicado por Abigail Pereira Aranha

A conversa por mensagem privada

Abigail

Agora que você decidiu se expor, explique também que você não falou a ninguém da Garota Conservadora que você era prostituta e por isso estava na moderação. Explique que você só estava na moderação porque fingia que nunca tinha feito nada disso. Porque a página não tem nada a ver com seu passado e não deve se sujar por isso!

[Comentário, já apagado, em https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1332110870208470. A visualização é do compartilhamento que eu fiz no meu perfil no Facebook do texto "Moderação da página Garota Conservadora tinha uma ex-profissional do sexo quando baniu uma amadora, e ela confessa isso um ano depois" http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/moderacao-da-pagina-garota-conservadora-confessa.html]

Oi. Vi que você visitou o meu perfil esta semana. Vi o seu comentário no perfil da Anny Istrisoski e um dos meus homens registrou. Não precisa se acanhar, pode me visitar à vontade. Ah, tenho que te mostrar o penúltimo texto que escrevi sobre o Garota Conservadora: "Eu disse uma vez que a Garota Conservadora não passava de outro feminismo, agora é o mesmo", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/garota-conservadora-outro-feminismo-agora-e-o-mesmo.html e https://avezdoshomens.blogspot.com/2017/04/eu-disse-uma-vez-que-garota.html.

Um abraço hétero.

E viva a prostituição!

Dálet Calazans

Olá, tudo bem? Rs

Eu acho engraçado o que vcs fazem rs. Nada tenho do que me queixar ja que tenho a consciencia limpa.

Que tal vc sair de trás de um fake para a gente conversar como pessoas civilizadas colocando os pontos nos i's?

Sim, estou desafiando sua coragem. Um aperto de mão hetero.

Abigail

Quais os pontos que você quer conversar? O que nós fazemos de engraçado?

Dálet Calazans

Só depois os assuntos serão abordados.

Vcs agem engraçado quando generalizam todo mundo daquela página sem ao menos ter conversado com alguém de lá. (Creio eu).

Ela tem seus erros? Claro. Pessoas que já a administraram cometeram erros? Evidente que sim. Mas, minha cara, eu nada tenho a ver com isso.

Tanto que naquela discussão no meu comentario, eu näo fiz questao de me envolver, até porque não era assunto meu.

Abigail

Vamos conversar sobre o que eu já publiquei sobre a página. 22 de fevereiro de 2016: http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/02/pagina-garota-conservadora-mostrando-que-o-antifeminismo-conservador-nao-passa-de-outro-feminismo.html

Página Garota Conservadora mostrando que o antifeminismo conservador não passa de outro feminismo - A Vez das Mulheres de Verdade

26 de fevereiro de 2016: http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/02/o-puritano-feminismo-episodio-26.html

O Puritano-Feminismo episódio 26: um pouco da página Garota Conservadora - A Vez das Mulheres de Verdade

05 de abril de 2017: http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/garota-conservadora-outro-feminismo-agora-e-o-mesmo.html

Eu disse uma vez que a Garota Conservadora não passava de outro feminismo, agora é o mesmo - A Vez das Mulheres de Verdade

Dálet Calazans

Vamos conversar, mas saia de trás de um fake que a gente conversa.

Abigail

Saia você do inbox. Tudo que você disse está na minha linha do tempo: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1029604433851112&set=a.818508154960742.1073741827.100004046962593

Dálet Calazans

Não, porque diferente de muitos, não curto vexame rs

Se vc quiser conversar de modo amigável e respeitoso com seu perfil, tudo bem. Mas nao tem como levar um assunto com uma pessoa que nem tem coragem de se mostrar rs

Abigail

Você também não tem coragem de se mostrar.

Dálet Calazans

Como não? Esse é meu perfil. E eu que nem sei quem vc é?

Rs

Abigail

Você não sabe quem eu sou porque não voltou ao meu perfil. Mas eu estou mostrando lá quem é você.

Dálet Calazans

E quem sou eu, srta?

Abigail

Mas eu não estou sendo não-amigável.

Eu até te chamei pra voltar à minha linha do tempo. Só te mostrei uma crítica que eu tinha escrito sobre a sua página.

Dálet Calazans

A página não é minha. Rs

Eu só sou editora lá.

Um flagrante rápido de comentários feministas na página

Sou mulher e não devo nada ao Feminismo. Minha liberdade vem da cruz.

Débora Lopes Estava vendo outras postagens dessa página... Pra quem não sabe, o movimento feminista se consolidou em torno da luta pela igualdade de direitos para homens e mulheres. Mulheres se organizaram e protestaram contra as diferenças contratuais, a diferença na capacidade de conquistar propriedades e contra os casamentos arranjados que ignoravam os direitos de escolha e os sentimentos das mulheres, tudo isso em meados do século XIX...concordando ou não, devemos muito ao feminino sim...aliás, vocês só podem dizer, publicar e compartilhar essas merdas graças às conquistas das feministas que lutam por nossos direitos.

11 de março de 2017 às 12:15

Paula Ramos E Ramos O melhor comentário

11 de março de 2017 às 16:20

Débora Lopes Muita gente fala mal do feminismo sem saber o que é...falta estudo...de certo foram favoráveis ao golpe...

11 de março de 2017 às 16:25

Rosa Oliveira Exatamente

11 de março de 2017 às 21:52

https://www.facebook.com/gconservadora/photos/a.906785519466863.1073741828.778933445585405/1088557931289620/?type=3&comment_id=1090061394472607

Danielle Souza Passando pra dizer que se você acredita que homens e mulheres devem ter os mesmos direitos, você é feminista, mesmo dizendo que não! Bjs

13 de março às 11:19

https://www.facebook.com/gconservadora/photos/a.906785519466863.1073741828.778933445585405/1088557931289620/?type=3&comment_id=1091761124302634

Beatriz Úlima Sou cristã e sei reconhecer que se não fosse o feminismo nem acesso à internet teríamos, muito menos saberíamos escrever pois o estudo era um direito privilegiado ao homens.

12 de março às 23:36

https://www.facebook.com/gconservadora/photos/a.906785519466863.1073741828.778933445585405/1088557931289620/?type=3&comment_id=1091323887679691

Meus comentários

Eu devia ter registrado os cascudos épicos que as garotas conservadoras levaram de feministas na própria página em agosto do ano passado, agora a página acabou (era https://www.facebook.com/Garota-Conservadora-1643378225925406). No endereço antigo, eu fui banida por dois perfis e tenho de memória três confrades conservadores que também foram banidos. Porque nós dizíamos algumas verdades. Mas elas ainda apanham no endereço novo. Não apanham de homens conservadores ou de guerreiros da Real, elas apanham de mulheres e homens feministas de esquerda. E pior, elas apanham dos militantes medíocres com os clichês mais surrados. E vimos lá atrás que até feminista cristã apareceu.

Aí, quando eu desço o pau na página, vem uma administradora que não sai da mensagem privada. Ou talvez ela ache que eu sou administradora da página Hipocrisia Da Mulher Conservadora 2, de um parceiro meu. Mas a equipe Garota Conservadora, como a grande maioria do antifeminismo conservador, está acostumada a fazer deboche de fim de Ensino Fundamental contra o Feminismo de caricatura e não sabe discutir nem com o Feminismo real nem com o antifeminismo funcional.

Abigail Pereira Aranha

Ver comentarios

2017-04-15T23:42:36+02:00

Castidade é ódio aos homens - parte 6

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Nota 01

Por que o adultério é condenado pela sociedade, e já foi crime, por exemplo, no Brasil até 2005? É porque o casamento é uma amarração de um homem a uma mulher. Não é uma relação para satisfação sexual dos cônjuges. O adultério é um homem casado tendo satisfação sexual fora do casamento.

Nota 02

A pregação no meio cristão contra o adultério, que inclui o ataque à pornografia e o simples contato próximo de um homem com uma mulher, é desprezo ao homem. Em primeiro lugar, o casamento não é voltado à felicidade dos cônjuges. Isso é a experiência prática quase universal de qualquer homem casado, mas alguns pregadores e escritores cristãos ainda dizem isso claramente. Mas essa não é a pior parte. Os conselhos matrimoniais e as pregações sobre questões conjugais são para salvar casamentos, não pessoas casadas. Se um homem é casado com uma mulher que consome a vida dele para fazê-lo infeliz, a mensagem de Deus é que ele se f$%&. Se o homem tem mesmo um caso extraconjugal, se ele vê pornografia na internet ou se ele sequer tem proximidade, por exemplo, no trabalho, com qualquer mulher mais agradável que sua esposa (não necessariamente mais bonita), ele é demonizado e igualado a qualquer cafajeste que simplesmente abandonou a esposa por alguma vadia. Não apenas o casamento não foi feito para a felicidade dos cônjuges, o casamento das pregações cristãs típicas existe para impedir qualquer alegria do homem. Eles falam do modelo de Cristo com a igreja, mas, poxa, a crucificação foi um dia só e não foi feita pelos apóstolos. Sim, existe mulher infeliz no casamento também, mas o caso é outro. E vamos nos lembrar de que o casamento em que os cônjuges se escolhem é coisa do Ocidente do século XX. O ideal de casamento pelo qual os puritanos se masturbam é ainda pior do que um casamento típico de hoje. Nós temos já no Gênesis o caso de Jacó e Lia, Jacó queria se casar com Raquel e o pai dela fez trapaça. Eles conseguem repetir lendas urbanas de ativistas lésbicas só porque acham convenientes. Pregadores homens que defendem o casamento são decididamente adúlteros ou tarados mal sucedidos, além de terem inveja dos "millenials".

Nota 03

Por que quando um filme tem sexo, geralmente o sexo está em um contexto de criminalidade, violência, guerra, adultério (que já foi crime no Brasil, por exemplo) ou de desprezo à mulher? Não digo só nos filmes convencionais até hoje, isso também era comum nos próprios filmes pornográficos até a década de 1990. Por que as gradações nas classificações indicativas hoje sempre misturam sexo e violência, tipo se tem seios nus, tem drogas lícitas ou briga corporal? Dizer que isso retrata como a heterossexualidade masculina é criminosa ou desprezível, como algumas lésbicas dizem desde a Segunda Onda do Feminismo, é como falar de terremotos acreditando numa daquelas lendas em que a Terra é sustentada por colunas, explicar a vida real com base na ficção, não através dela como meio. O que é certo naqueles filmes é que o sexo decente era disponível quase exclusivamente para homens criminosos ou homens da população honesta com um mínimo de status. Exatamente porque o sexo é vilificado. E exatamente por isso e porque, por isso, o sexo foi criminalizado na prática, era de se esperar que até pouco tempo atrás, a oferta de prostituição e, como dizem cristãos antipornografia, a indústria pornográfica fossem operadas pelo crime organizado, protegidas por ele ou dependessem de esquemas com políticos e funcionários públicos. Daí concluir que a heterossexualidade masculina é em si mesma criminosa e degradação da mulher é pior do que só generalizar alguns casos infelizes, mesmo que sejam muitos, é aceitar que a marginalização, o desprezo e a calúnia contra a heterossexualidade do homem mediano são provas de que ela deve ser ainda mais marginalizada, desprezada e caluniada.

Nota 04

A "exploração sexual de crianças e adolescentes" é uma lenda urbana para demonizar toda a heterossexualidade masculina. Chamo a sua atenção para um detalhe: você já conheceu ou já ouviu falar de algum homem que procurou os serviços da exploração sexual de menores? Outro: você conhece algum ponto de exploração sexual de crianças? Atenção para a palavra "crianças", depois explico. Não é por acaso que os militantes antipornografia tentam associar a pornografia adulta a um gosto futuro pela pornografia infantil, como se não confiassem no sucesso das outras mentiras. Também não é por acaso que os alarmistas sobre a exploração sexual de menores são os mesmos, no Brasil, que nunca disseram uma frase sobre taxas de homicídio de mais de 20 por 100 mil habitantes por ano ou sobre as falsas acusações de crimes sexuais. A discussão e o escândalo com a "exploração sexual de crianças e adolescentes" são tão forçados que nem separam crianças e adolescentes. Se o que separa a infância da adolescência é a puberdade e essa puberdade é o começo da preparação anatômica para a vida sexual, falar em exploração sexual de menores é não fazer distinção entre pessoas que estão preparadas para a vida sexual pelo menos fisicamente e pessoas que nem isso estão. Se é preciso juntar estupros de crianças de 7 anos com estupros de meninas de 14 anos, e eu mesma já fiz muita putaria gostosa com 14 anos, isso já é uma prova de que o abuso sexual de crianças não tem casos não relatados suficientes para deixar a população mais horrorizada do que já está, e é um indício de que até os relatos falsos já cobriam com folga os casos verdadeiros não denunciados. Mas igualar sexo com garotas de 14 anos a sexo com crianças de 7 anos une os gostos e os interesses do feminismo louco e do conservadorismo burro.

Nota 05

A prova decisiva de que quase todas as mulheres da vida real transformaram quaisquer diferenças entre elas e os homens (inclusive as diferenças, digamos, óbvias) em parafernálias sem sentido, quando não em mananciais inesgotáveis de sacanagem, no mau sentido, é a pornografia. Não é que isso faça dessas mulheres sempre canalhas intratáveis, mas mesmo quando essas mulheres são agradáveis, solícitas e até abnegadas para homens, elas fazem disso uma espécie de concessão, geralmente preferencial para, por exemplo, chefes e maridos. Uma dessas mulheres pode ter uma diferença óbvia de padrão de tratamento, por exemplo, entre chefe e colega de trabalho, mas não entre chefe e chefe, e quando há diferença entre o tratamento a um homem e a uma mulher, em geral é um tratamento menos entusiasmado para o homem. Mas um homem pode fazer besteiras paparicando uma mulher que é colega de trabalho ou cliente só porque ela é uma mulher bonitinha. Mas mesmo uma mulher que trata um homem mediano com simpatia pode perder essa simpatia por qualquer sinal da heterossexualidade dele ou que ela entenda como sinal de heterossexualidade. É por achar a heterossexualidade masculina incômoda ou ofensiva que ela pode tratar a exibição da nudez feminina como desrespeito. Porque essa mulher não apenas vê o tratamento dela aos homens como questão de boa vontade, mesmo que trate bem os homens medianos. Ela vê como ofensiva, em última análise, a própria ideia de que um homem possa achar pouco tudo que a boa vontade de todo o seu círculo de convívio feminino lhe oferece. Quando essa mulher fala de objetificação ou de padrão de beleza (e qualquer pessoa que conheça um portal pornográfico sabe que nem todas as atrizes são bonitas ou magras, por exemplo), ela junta ao desprezo pelo universo masculino uma possível falta do que oferecer, talvez até mesmo para uma boa foda, debaixo de uma imagem rebuscada.

E talvez nem pareça, aqui eu nem tinha em mente o Feminismo. Mesmo no Feminismo mais amigável, as diferenças fundamentais entre homens e mulheres (é, essas mesmas) não servem só para que um homem não possa se aproximar de uma mulher sem se autocensurar ou ser sujeito a acusação de assédio sexual; elas servem também para que um homem esteja sujeito a perder uma vaga de trabalho para uma mulher, de motorista de ônibus a executivo de empresa multinacional, passando por cargos políticos. Não é por acaso que, aqui no Brasil, quando o governo da mulher Dilma Rousseff já tinha nos levado ao encolhimento da indústria nacional, a desempenhos no PISA entre os piores do mundo, ao crescimento do número de analfabetos funcionais nas universidades, a crescimentos do PIB perto de zero ou negativos e outros desastres econômicos e administrativos, houve jornais com cabeça para observar que esta ou aquela cidade não elegeu nenhuma mulher como vereadora nas eleições municipais de 2012 e 2016.

E pelas minhas aventuras, eu sou testemunha de que a realização até das cenas mais ou menos modestas da pornografia não é questão de fantasia, é quase cometer um crime. Antes de poder fazer uma DP com dois amigos em uma praia deserta do Rio de Janeiro à noite sem ser presa, eu vou poder fumar maconha lá com eles.

Questo testo in italiano senza film di dissolutezza in Men of Worth Newspaper: "La castità è odio contro gli uomini - parte 6", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini-parte-6.html.
Questo testo in italiano con film di dissolutezza in Periódico de Los Hombres de Valía: "La castità è odio contro gli uomini - parte 6", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini-parte-6.html.
Ce texte en français sans films de libertinage au Men of Worth Newspaper: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 6", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/chastete-est-haine-contre-les-hommes-partie-6.html.
Ce texte en français avec films de libertinage au Periódico de Los Hombres de Valía: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 6", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/chastete-est-haine-contre-les-hommes-partie-6.html.
Eso texto en español sin películas de putaría en Men of Worth Newspaper: "La castidad es odio contra los hombres - parte 6", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres-parte-6.html.
Eso texto en español con películas de putaría en Periódico de Los Hombres de Valía: "La castidad es odio contra los hombres - parte 6", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres-parte-6.html.
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper: "Chastity is hatred against men - part 6", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/chastity-is-hatred-against-men-part-6.html.
This text in English with licentiousness movies at Periódico de Los Hombres de Valía: "Chastity is hatred against men - part 6", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/chastity-is-hatred-against-men-part-6.html.
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "Castidade é ódio aos homens - parte 6", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/castidade-e-odio-aos-homens-parte-6.html.
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "Castidade é ódio aos homens - parte 6", http://avezdoshomens.blogspot.com/2017/04/castidade-e-odio-aos-homens-parte-6.html.

Ver comentarios

2017-04-13T21:00:00+02:00

Castidade é ódio aos homens - parte 5

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Nota 01

Por que, nos filmes, quando um homem mediano vê o corpo de uma mulher, ou ele transa com ela, ou uma mulher só aparece nua, sempre acontece alguma coisa sinistra? No "Piranha 3D", alguns rapazes estavam filmando a Gianna Michaels de topless sobrevoando um lago em um paraquedas puxado por um barco, e quando ela está passando pela água, vêm as piranhas em cima dela, ela grita desesperada e depois é aquela cena horrorosa dela morta com os peitos de fora e as pernas comidas. Ainda neste filme, uma outra atriz pornô, Ashlynn Brooke, faz uma aparição de menos de um minuto, ela está de pé em um barco, uma estrutura metálica cai e corta o tronco dela na diagonal, a parte com a cabeça e o seio esquerdo cai na água. Em um outro filme que eu não sei o nome, a primeira cena é uma mulher ficando nua em um apartamento antes de pular da janela. Em uma cena do "Scanners, Sua Mente Pode Destruir", uma das "scanners" está nua no sofá da sala quando chega o padrasto dela e ela explode o cara com o poder telepático. Até o "American Pie" foi assim: no "O Último Stifler Virgem" ("The Naked Mile"), a avó do protagonista morre quando flagra o rapaz vendo um filme pornográfico. O "show business" tem gente que consegue imaginar piranhas mutantes, mas não mulheres normais mostrando os seios para homens normais.

Quem acompanha os meus blogues pode ter observado que eu estou repetindo trechos de um texto meu de outubro ("É a minha mãe: meus comentários sobre a cena da Gianna Michaels no Piranha 3D, a nudez nos filmes e a vilificação da heterossexualidade dos homens"). É que eu estou aproveitando que o amigo +Diogo Aires fez este comentário (grifo meu): "Mesmo que não houvesse pornografia em si, havia a sensualidade e erotismo em outros gêneros, como O TERROR. Exemplo está o 'Slasher Halloween', no qual Jamie Lee Curtis aparece seminua". "Slasher Halloween" seria algo como "Halloween esfaqueador".

Astaroth Realista Nas entrelinhas, querem tornar o sexo hétero como algo horripilante e a homossexual como algo mais doce e tranquila. Eu mesmo tenho percebido isso. Nos filmes lesbo - gays que tenho analisado, o conteúdo é mais voltado para o par homossexual e em todas as cenas deles voltadas para a serenidade, em contrapartida com cenas entre heterossexuais que são mais desvairantes e exageradas. Propaganda influencia nesse tipo de coisa.

Diogo Aires +Astaroth Realista existe uma glamourização em cima do homossexualismo atualmente, mas lembro que o sexo em si nos filmes antigamente tinha motivos diferentes: no caso dos filmes de terror casais que praticavam sexo eram presas fáceis dos maníacos. No caso dos filmes de ação principalmente de baixo orçamento rolava um softcore com o protagonista algumas vezes a amada desse herói tinha um fim trágico como no Equalizer 2000 aliás o ator principal em todos os filmes que ele fazia do estilo a amada dele sempre morria. Agora lembro de um filme cópia de mad Max italiano em que o mocinho era sodomizado pelo vilão algo que foi inédito na época.

(https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/ZaKb6qyWyUS)

Nota 02

Se a Lei de Moisés condenava o adultério com a morte, por que não aconteceu nada com o rei Davi quando ele cometeu adultério com Bete-Seba, a não ser quando o próprio Deus tratou o caso do jeito dele depois de a moça já ter engravidado e Davi ter armado para o marido dela morrer? Se o primogênito devia ganhar porção dobrada da herança, por que o herdeiro do trono foi o outro filho que Bete-Seba teve, em vez do primogênito de Davi? Se Deus achou justo castigar Davi deixando aquele primeiro filho morrer ainda criança, um filho comer as esposas dele em público e outro filho estuprar uma das filhas, por que Bete-Seba acabou tendo outro filho e, mais do que isso, esse filho, Salomão, foi o sucessor de Davi e ancestral humano do próprio Senhor Jesus Cristo? Como Salomão pôde ter 700 esposas e 300 concubinas, algumas delas estrangeiras e não-convertidas? Qual era a probabilidade naquela época ou em um país decente hoje de um homem não digo conseguir sexo, mas sequer demonstrar interesse sexual por 700 mulheres na vida e, por exemplo, nunca receber uma queixa na polícia ou um soco de namorado (dela)? Será que mesmo para um homem abençoado por Deus, mulheres e sexo eram privilégios distintivos?

Jack Avalon Abigail Pereira Aranha, tu é muito burra mesmo. É por isso que você é atea.

O homem podia ter quantas esposas pudesse pagar.

Abigail Pereira Aranha "O homem podia ter quantas esposas pudesse pagar". Isso não confirma a minha conclusão?

Abigail Pereira Aranha (...) O ponto aqui é o pecado em si. Por sinal, quando Deus castigou Davi, quem comeu as mulheres dele em público? O filho do rei, Absalão, tentando assumir o lugar dele, e fez isso para aumentar a popularidade (2Sm 16: 21, 22). O próprio Davi, como estava de mulher antes de ser rei? Só tinha a Mical. Era pra ele se casar com a irmã dela, a Merabe, mas deram a moça em casamento pra outro, mas a Mical gostava de Davi. E o pai dela, o rei Saul, ainda tentou armar pra ele (1Sm 18: 17-27). Entendeu como ser polígamo não é pra pobre?

(https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/2JUTjcKjP8L e https://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha/posts/995685513909671, respostas no Facebook)

Nota 03

Um homem honesto em qualquer grupo social poderia dizer como o operário naquele poema "O Operário em Construção", do Vinícius de Moraes, quando o patrão lhe ofereceu um monte de coisas: "não podes dar-me o que é meu". A principal coisa que foge à regra é o sexo. Toda dificuldade que a sociedade e as mulheres lhe trazem é o ódio de quem não tem nem caráter nem o que oferecer contra um trabalhador honesto.

Nota 04

Dizem as comunidades de homens adeptos da greve de casamentos que as mulheres só sentem tesão por bandidos, homens socialmente destacados e canalhas em geral. Daí, elas desprezam os homens honestos. As mulheres a que eles se referem não sentem atração por esses homens. Quando uma dessas mulheres se relaciona com um homem, é porque ao mesmo tempo ele oferece alguma coisa a ela e está abaixo dela em autoestima, inteligência ou algum outro ponto importante. Elas são lésbicas apaixonadas por si mesmas e elas têm ódio a tudo que é superior, isso inclui a superioridade moral dos homens típicos.

Nota 05

Por que a prostituição e a pornografia são marginalizadas, e até criminalizadas, se muitos homens gostam? Elas são marginalizadas PORQUE os homens medianos gostam, e eles gostam porque gostam de mulheres. Ou o mais próximo disso que puderem achar.

Astaroth Realista Por que o homem mediano vê mais lucro em assistir filme pornô do que se ferrar com uma trapaceira em uma possível relação futura. Daí como elas estão perdendo campo pra isso, procuram maneiras de criminalizar o gosto de um homem mediano para força - lo a querer um tipo de coisa.

Diogo Aires Porque é mais lucro se satisfazer com uma fantasia do que se relacionar com certas mulheres.

Abigail Pereira Aranha Os amigos +Astaroth Realista e +Diogo Aires acertaram, mas perderam de vista duas coisas. A primeira é que ainda existem homens com relacionamento fixo que dizem que pornografia é para homens fracassados. Eles só se f%&$+ com as namoradas, mas falam mal dos homens mais espertos, como vocês. A segunda coisa é que nós somos jovens da década de 2010. Nós podemos achar filme pornográfico na locadora de vídeo, em TV por assinatura ou na internet. Quando os nossos pais ou os nossos avôs tinham a nossa idade, uma Playboy já era um tesouro.

(https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/TDXtFvXAt4J)

Nota 06

Dizer que uma mulher deixa de ter o que oferecer quando faz sexo no primeiro encontro ou no namoro é o contrário da realidade. Se um homem pensa em sexo com uma mulher, é só depois que ele conseguiu que ele vai observar com atenção qualquer outra qualidade que ela tenha. Não só isso, é só se ela tiver realmente alguma qualidade que ela pode oferecer sexo e ainda ter alguma coisa para sustentar uma relação com o homem depois. Não é só namoro ou casamento. É até mesmo uma amizade. Por que casais separados em geral se evitam ou até se odeiam? É exatamente porque o sexo é precioso demais para a mulher oferecer ao homem. E isso exatamente porque essa mulher é medíocre de corpo, de rosto e de mente, e todo o relacionamento antes da primeira relação sexual é para a mulher prender o homem ao relacionamento em si. E, claro, se o rapaz, ainda apaixonado, quer praticar sua heterossexualidade com a moça, ele vai ser vilipendiado como se não quisesse mais nada do relacionamento. E é quem diz isso, ironicamente, quem diz que a moça não tem mais nada a oferecer.

Nota 07

Vou contar duas coisas minhas. A primeira é que se eu estiver nua ou seminua com outra mulher do meu lado, eu fico azul. A segunda é que nos lugares onde trabalhei, eu só usava o vestiário dos homens. Não tinha sexo lá, nem um boquete (bom, não muitas vezes), mas era gostoso. Em vez de os rapazes ficarem conversando indecência entre si, eles diziam tudo que iam dizer na minha presença. E já tivemos muitas risadas com sabonete caindo do box do colega no meu e do meu no do colega, e o dono ou a dona do sabonete indo lá pegar. Ah, sim, e legal também era a aventura para eu entrar em vestiário de homem e mais legal ainda a de sair de lá.

Questo testo in italiano senza film di dissolutezza in Men of Worth Newspaper: "La castità è odio contro gli uomini - parte 5", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini-parte-5.html.
Questo testo in italiano con film di dissolutezza in Periódico de Los Hombres de Valía: "La castità è odio contro gli uomini - parte 5", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini-parte-5.html.
Ce texte en français sans films de libertinage au Men of Worth Newspaper: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 5", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/chastete-est-haine-contre-les-hommes-partie-5.html.
Ce texte en français avec films de libertinage au Periódico de Los Hombres de Valía: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 5", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/chastete-est-haine-contre-les-hommes-partie-5.html.
Eso texto en español sin películas de putaría en Men of Worth Newspaper: "La castidad es odio contra los hombres - parte 5", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres-parte-5.html.
Eso texto en español con películas de putaría en Periódico de Los Hombres de Valía: "La castidad es odio contra los hombres - parte 5", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres-parte-5.html.
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper: "Chastity is hatred against men - part 5", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/04/chastity-is-hatred-against-men-part-5.html.
This text in English with licentiousness movies at Periódico de Los Hombres de Valía: "Chastity is hatred against men - part 5", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/04/chastity-is-hatred-against-men-part-5.html.
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "Castidade é ódio aos homens - parte 5", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/castidade-e-odio-aos-homens-parte-5.html.
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "Castidade é ódio aos homens - parte 5", http://avezdoshomens.blogspot.com/2017/04/castidade-e-odio-aos-homens-parte-5.html.

Ver comentarios

2017-04-12T00:29:25+02:00

Os porcos na sala

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Os muçulmanos não vão dominar o Ocidente. As feministas radicais não vão governar nem a Islândia. Não vai ser crime ser heterossexual. Até a família tradicional está longe do risco de extinção enquanto nós estivermos vivos. Quem tem medo disso pode se preocupar com a possibilidade de vivermos alguma coisa pior do que já temos, mas o perigo é outro.

A cultura árabe-muçulmana é semianalfabeta, ridícula, megalomaníaca, neurótica e latrocida, prova disso é que o livro sagrado dela é uma imitação mal organizada do Hexateuco judaico-cristão com vaga referência aos Evangelhos. Os projetos sociais do Feminismo que preveem uma população reduzida de homens deveriam a sua viabilidade, se ela existisse, ao trabalho técnico-científico de homens de todo o mundo ao longo de milênios, o que já mostra o quanto os homens seriam descartáveis. O mundo até poderia ter alguma qualidade de vida sem todas as invenções de homens brancos europeus em particular e das sociedades europeias, mas não seria muito gostoso. Então, o Islamismo, a defesa do Islamismo no Ocidente, o LGBT-Feminismo e o africanismo não podem nos levar a um modelo de sociedade viável e, por isso, vão chegar a algum ponto de sociedade que nem mesmo é desejável, talvez nem para os próprios militantes.

O verdadeiro problema é duas questões ao mesmo tempo. A primeira é quem está por trás dessas porcarias todas. A segunda é até onde esses agentes podem chegar (o que pode ser menos do que até onde eles querem chegar). Quem já ouviu o que as lesbofeministas falam ou leu o que elas escrevem sabe que elas não têm estrutura intelectual ou psiquiátrica para ler um comentário em rede social que as contrarie; e sabe que quase todas elas não têm conexão com o mundo real não digo para perceber como o que elas dizem é sandice, mas para perceber que 4 em cada 5 ou 9 em cada 10 mulheres não querem ser identificadas como feministas. Então, sem o dinheiro grosso, a publicidade, a proteção policial-jurídica e até os cargos públicos que elas recebem, quase toda a militância feminista seria um grupo disperso de lésbicas psicóticas que não conseguem se firmar em um emprego; a parte melhor seria respeitada e até ouvida com atenção quanto a uma ou outra queixa, mas também seria um grupo disperso. O Feminismo moderado até poderia ter sucesso desde que não enchesse o saco. Mas o Islamismo não tem o que oferecer ao Ocidente, é o Ocidente que tem o que oferecer aos países islâmicos, e quando os muçulmanos são recebidos aqui, ainda cometem crimes ou apoiam os irmãos que cometem. Se tudo que justifica a tolerância à onda de crimes muçulmanos dentro do mundo decente e contra cristãos nos países muçulmanos fosse o petróleo, as potências europeias poderiam ter colonizado o Oriente Médio no começo do século XX como colonizaram a América ou a África nos séculos XVI e XVII, ou como a Inglaterra colonizou a Índia no começo do século XX; e se os colonizadores tivessem dizimado os árabes, sentiríamos tanta falta da cultura árabe quanto sentimos da cultura asteca ou da guarani.

Ah, e plano de uma elite mundial para a destruição da família é conversa de pregador substituto de igreja de distrito de cidade pequena do interior. Quem diz que uma mulher de biquíni num filme que um adolescente assiste na televisão à tarde é ameaça à família confirma tudo que a parte mais sensata da esquerda diz contra o Conservadorismo. Outra coisa: não existe sexualização da sociedade nem erotização infantil, existe gente molestada intelectualmente e psicologicamente na infância por vacas caipiras que nunca tiveram um orgasmo na vida. Ninguém vai destruir uma sociedade procurando sexo, mas muita besteira já foi feita para uns atrapalharem o prazer dos outros. E viva a licenciosidade!

Para dar um exemplo rápido para quem é do Brasil: como Dilma Rousseff conseguiu resistir na Presidência da República sendo a pessoa mais patética e desequilibrada que já ocupou o cargo, tomando inclusive remédios psiquiátricos na época do processo de impeachment, tendo mais de 60% de rejeição e com dois anos de manifestações populares pelo impeachment, algumas delas as maiores manifestações de rua da história do Brasil e todas maiores que as manifestações a favor dela? Se lembra da piada da tartaruga no poste, que já foi usada para ela e para o Lula, que você olha pra tartaruga e não acredita que ela esteja lá e sabe que ela não chegou lá sozinha?

Mas quem tem poder para permitir é quem tem poder para proibir, ou pelo menos se opor. É por isso que os nossos países ainda não foram invadidos pelo Islã ou pelo Feminismo: nós temos governantes e pessoas de influência que são homens simpáticos ao Feminismo, brancos simpáticos à eurofobia e ocidentais simpáticos ao Islamismo. E quem promoveu essa confusão toda não vai ter a neta agredida por não usar xador nos Estados Unidos, nem vai ser um homem branco chefiado por uma lésbica negra extremista. "Eles" vão deixar o ISIS, o Feminismo Radical, o Black Lives Matter ou a militância universitária ir até onde foi planejado que eles fossem, ou até onde convém, ou até onde eles começaram a encher o saco. Mas isso não é só porque quem permite as sandices dessa turma têm poder para deixar de permitir (ou não seria permissão, seria rendição), também é porque essa turma não pode criar outro modelo sustentável de sociedade, tanto por falta de recursos quanto por deficiências intelectuais. O movimento esquerdista pode até destruir a nossa sociedade, mas para dar origem a outra sociedade que quem manda na armação toda quer, não o que a Marcha das Vadias ou os porcos-bomba fazem nas ruas do Ocidente. Ter medo de uma distopia feminista ou uma invasão islâmica no Ocidente é achar que a manada de porcos começa a mandar na fazenda quando entra na sala da casa dos donos.

Ver comentarios

2017-04-10T00:52:00+02:00

Moderação da página Garota Conservadora tinha uma ex-profissional do sexo quando baniu uma amadora, e ela confessa isso um ano depois

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Anny Istrisoski

09 de abril de 2017 às 20:18

Esse textão vai gerar julgamentos de todos os lados, sim eu sei. Eu me importo? Não, não mais. Não vou dizer que ninguém tem esse direito porquê todos erram, e nem que atire a primeira pedra quem nunca fez merda. A verdade é que preciso acabar de uma vez com a falsa imagem que muitos - ou melhor, a maioria - de vocês têm de mim, e tirar esse peso constante das minhas costas.

Muitos aqui sabem, mas vale ressaltar que eu me casei aos 16 anos, engravidei aos 17 e tive a minha filha dois meses antes de completar 18 anos e um mês depois me separei e não tive mais contato com o pai dela pra absolutamente nada.

Em fevereiro de 2015, fiquei desempregada, procurei emprego em diversas áreas, e nada... Com uma filha pequena e sem saber o que fazer tomei aquela que foi sem dúvida a pior decisão da minha vida, comecei a fazer programas, isso mesmo, me tornei puta.

Até outubro de 2016, ninguém sabia disso, absolutamente ninguém, eu consegui disfarçar toda a merda que eu estava fazendo da minha vida, mascarei tudo isso usando de um moralismo falso e escroto e vomitando regra o máximo que eu podia aqui, usando o facebook pra criar o personagem que eu realmente gostaria de ser.

Em outubro depois de vários problemas deixei minha filha com a minha mãe, já com o psicológico cansado e passei a ferrar com minha vida de vez, me afundando cada vez em um abismo sem fim.

Na rua, com tanta puta disputando espaço arrumei treta com uma traficante que me ameaçou de morte depois de eu ter chamado uma amiga gorda dela de gorda, isso me obrigou a fazer uma viagem pra São Paulo e ficar lá por uns 20 dias pra não morrer, voltando descobri que a unica amiga que eu havia feito se fazia de coitada, me pedindo ajuda pra usar pedra, o que me deixou sem chão de vez.

Eu já não aguentava essa vida, não aguetava abrir as pernas pra um gordo nojento ficar soando em cima de mim por 40 ou 50 reais, e no final do dia tomar um porre, dia após dia pra continuar suportando aquilo.

Dia primeiro de março minha mãe me procurou e me pediu pra acabar com isso, pra eu voltar pra casa e consertar minha vida. E eu saí dessa vida pra nunca mais voltar.

Por mais que digam que é um dinheiro fácil... Não, não é!

Ser puta não é bonito, não é ser guerreira, eu não me considero orgulhosa de nada disso. Só sou uma retardada que fez muita merda da sua vida, que chegou ao fundo do poço... E que agora sente a necessidade de tirar essa máscara e mostrar quem realmente sou ou fui.

Sei que vai aparecer várias outras putas que saem transando com qualquer um de graça e sem camisinha, e varios putos que comem essas putas me julgando, mas a vida é exatamente isso: Errar e estar pronto a lidar com as consequências, e é justamente por isso que estou contando isso para todos vocês.

(https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1332110870208470)

Abigail Pereira Aranha "O que é ser uma mulher virtuosa além de achar a sexofobia de uma mulher dá a ela a autoridade de difamar as mulheres que não a têm? E onde achar uma mulher virtuosa se as igrejas estão cada vez mais cheias de vadias em fim de carreira?". Foi o meu primeiro comentário no Garota Conservadia e você me baniu por isso. Lembra? http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/02/pagina-garota-conservadora-mostrando-que-o-antifeminismo-conservador-nao-passa-de-outro-feminismo.html

Página Garota Conservadora mostrando que o antifeminismo conservador não passa de outro feminismo

AVEZDASMULHERES.OVER-BLOG.COM

(https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1332110870208470?comment_id=1332184316867792)

Abigail Pereira Aranha "Oi! Eu fui bloqueada na Garota Conservadia por ter perguntado o que faz uma mulher ser virtuosa além de horror a sexo e onde achar a tal mulher virtuosa se as igrejas têm cada vez mais vadias enrustidas. Vá lá! Mas me façam um favor: conheçam o meu blogue A Vez dos Homens que Prestam, http://avezdoshomens.blogspot.com, e digam algum papo de biscate que eu não tenha detonado antes de 2011. Eu já peguei duas pérolas que eu vou comentar ainda hoje." Mensagem que eu te mandei em 26 de fevereiro do ano passado. A minha postagem está em https://avezdoshomens.blogspot.com.br/2016/02/o-puritano-feminismo-episodio-26-um.html

O Puritano-Feminismo episódio 26: um pouco da página Garota Conservadora

AVEZDOSHOMENS.BLOGSPOT.COM

(https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1332110870208470?comment_id=1332199626866261)

Abigail Pereira Aranha Deus me livre de chegar ao nível em que a Anynha chegou. Se eu virar puta, e eu já pensei nisso, eu não vou tratar isso como o ponto mais baixo de um ser humano. Posso ter dissabores, mas não vou ter vergonha. Escrevi sobre isso em dezembro de 2013: https://avezdoshomens.blogspot.com.br/2013/12/ex-atriz-amanda-rola-com-seus-netos.html

A ex-prostituta e ex-atriz pornô Amanda Rola com seus netos

AVEZDOSHOMENS.BLOGSPOT.COM

(https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1332110870208470?comment_id=1332239746862249)

Bônus

Anny Istrisoski

04 de outubro de 2016 às 17:55

Como chama isso na sua terra?

Marmita de vagabundo :)

(https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1146917915394434&set=a.460176404068592.1073741830.100002287102548)

Anny Istrisoski

24 de maio de 2016 às 18:05

Troco feministas e masculinistas por chocolate e coxinha. ❤

Especialmente, nesse momento que meus hormônios femininos, no auge da TPM, gritam por glicose.

(https://www.facebook.com/anynha.istrisoski/posts/1052407074845519)

Ricardo Webster Sua coragem em contar isso na rede é inquestionável.

Porém, dizer que se prostituir te fez uma guerreira como muitos aí em cima, seria mais uma inversão de valores.

O certo é que não devemos julgar ninguém.

Mas guerreiras de verdade são aquelas que, mesmo sem pai ou mãe, arregaçam as mangas e saem para trabalhar.

Porém nunca é tarde para mudar.

09 de abril de 2017 às 23:41

Abigail Pereira Aranha Deus me livre de chegar ao nível em que a Anynha chegou. Se eu virar puta, e eu já pensei nisso, eu não vou tratar isso como o ponto mais baixo de um ser humano. Posso ter dissabores, mas não vou ter vergonha. Escrevi sobre isso em dezembro de 2013: https://avezdoshomens.blogspot.com.br/2013/12/ex-atriz-amanda-rola-com-seus-netos.html

A ex-prostituta e ex-atriz pornô Amanda Rola com seus netos

AVEZDOSHOMENS.BLOGSPOT.COM

Ricardo Webster Chegar ao nível que ela chegou????

Falou a feminista que está em relacionamento aberto e esconde o rosto... Pqp

Vc é da pior espécie.

10 de abril de 2017 às 00:15

Abigail Pereira Aranha

Ver comentarios

2017-04-08T19:56:00+02:00

O Puritano-Feminismo episódio 33: página antifeminista publica texto feminista (Ou: Direita cristã, acabou! - parte 30)

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Texto sem título de Aava Santiago no Facebook

Presença de Anitta - a garota que foi abusada na infância e depois virou uma "ninfeta safada" de 18 anos que seduz e destrói a vida um pai de família (interpretado por José Mayer);

Laços de Família - esse mesmo ator interpreta Pedro, que se envolve com várias mulheres, fazendo todas se odiarem. Uma delas é uma menor de idade, interpretada por Debora Secco, com quem ele tem relacionamentos sexuais agressivos como forma de "corretivo". Na mesma novela mãe e filha disputam o mesmo homem;

Avenida Brasil - o empresário Cadinho se envolve com três mulheres lindas, ricas e poderosas, que abrem mão do conforto e, sobretudo, da dignidade para viver com ele na pobreza mesmo depois de se descobrirem enganadas;

Ligações Perigosas - o personagem Augusto, vivido por Selton Mello, entra no quarto de Cecília, estupra a personagem, que depois se apaixona por ele;

Verdades Secretas - o milionário empresário Alex se apaixona pela personagem Angel (???), de 16 anos, com quem vive um tórrido romance, a ponto de se casar com a mãe dela para ficar perto da moça. A trama termina com o suicídio de uma mulher e com outra se tornando homicida;

Império - O charmoso e sedutor Comendador, vivido por Alexandre Nero, casado com Marta, mantém uma mulher mais jovem que sua filha como amante. O galante morre no final, deixando as duas com nítido sentimento de viuvez;

Da cor do pecado - O título da novela faz referência à cor de sua protagonista, Taís Araújo, cujos "dotes" de sedução são associados à sua negritude;

BBB - participante Laercio confessa embebedar adolescentes para fazer sexo com elas e, em sua saída, Pedro Bial diz "venha para fora com suas Anittas e Lolitas";

Escolinha do professor Raimundo - a personagem Marina da Glória sempre responde errado às perguntas, porém com sua voz sexy e seu "jeito insinuante", acaba tirando 10;

Angélica e Xuxa - as duas apresentadoras eram, ainda menores de idade, hipersexualizadas em programas para crianças, a ponto do jornal o Estado de São Paulo dizer que Xuxa povoava os mais secretos pensamentos infantis. O mesmo jornal anunciou que a TV manchete agora poderia fazer frente à audiência de Xuxa, pois havia contratado a estonteante ninfeta Angelica, à época com 13 anos;

Globeleza - globeleza;

somando-se a esses exemplos as incontáveis passadas de mão, beijos roubados, assédio moral e sexual em ambiente de trabalho que depois viram romance, etc, etc.

Quando a Rede Globo diz, em nota, que "repudia qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito" É UM DEBOCHE!

A REDE GLOBO SEMPRE HIPERSEXUALIZOU NOSSOS CORPOS, RIDICULARIZOU E DESPREZOU DE NOSSAS POTENCIALIDADES, ROMANTIZOU ABUSOS, VIOLÊNCIAS E HUMILHAÇÕES CONTRA TODAS AS MULHERES, RICAS E POBRES, E MAIS VIOLENTAMENTE AINDA CONTRA MULHERES NEGRAS E ATUOU FORTEMENTE NA NATURALIZAÇÃO DA CULTURA DO ESTUPRO, DA PEDOFILIA E DA EXPLORAÇÃO SEXUAL.

NÓS NÃO VAMOS CAIR NESSA.

Aava Santiago, 04 de abril de 2017 às 18:18, https://www.facebook.com/aava.santiago/posts/1341514742564693.

A treta

Aava Santiago compartilhou a foto de Moça, não sou obrigada a ser feminista ² — sentindo-se confusa.

08 de abril de 2017 às 10:29

GENTE EU TO LOCA cês lembram quando veio uma moça "antifeminista" debater comigo na radio, uma das donas da página Não Sou Obrigada a Ser Feminista? Ela dizia que o feminismo não produzia nada em favor das mulheres e tal. Qual não foi a minha surpresa em acordar e meu texto estar nessa página e SEM CRÉDITOS.

Nesse episódio, quem produziu o quê?

Feminismo: 01 um textão viralizado sobre abusos romantizados e naturalizados na maior TV Aberta da América do Sul;

Antifeminismo: 01 plágio.

Info bônus: na época em que eu debati com uma delas na radio, elas colocaram o meu perfil pessoal na tal página, o que ocasionou em enorme transtorno porque os seguidores (maioria homem) entraram aos montes pra me xingar e até ameaçar. Podiam repetir a iniciativa agora, só que no meu texto.

Me ajudem a avisar o que o feminismo está produzindo?

Moça, não sou obrigada a ser feminista ²

07 de abril de 2017 às 19:32

[Postagem em https://www.facebook.com/forafeminismo6/photos/a.1186929661425071.1073741826.1186598764791494/1258956517555718 com uma foto e o texto anterior menos os dois últimos parágrafos (até "É UM DEBOCHE!")]

Aava Santiago E isso também tá acontecendo aqui https://www.facebook.com/dollynhopuritano2.0/posts/1428985427171837:0

Atribuindo a um tal de Joao Marcello Ustra (que me bloqueou quando eu avisei que o texto era meu)

Dollynho Puritano 2.0

07 de abril de 2017 às 13:54

[Idem]

(https://www.facebook.com/aava.santiago/posts/1345662262149941)

Minha mensagem para a autora

Oi. Eu li o seu texto sobre a Rede Globo e a sua postagem comentando o plágio dele na "Moça, não sou obrigada a ser feminista ²". Eu vou criticar os dois lados, mas para não parecer que eu finjo imparcialidade, vou começar por vocês. Se a Rede Globo apoia o suposto assédio sexual promovido por José Mayer, você aplaude e incentiva a falsa acusação contra Heberson Lima de Oliveira, acusado de estuprar uma menina de 9 anos quando ele nem estava no mesmo bairro e preso por dois anos sem julgamento. Para citar apenas um caso de estupro da justiça reconhecido pelo próprio Poder Judiciário e divulgado na grande imprensa, e um dos 5 só no artigo "Da série Julgamentos Históricos: as mazelas de Héberson Lima, André Biazucc e outros injustiçados" do Justificando. Se a Rede Globo "romantizou abusos, violências e humilhações contra todas as mulheres", o Feminismo promoveu a depreciação do homem. Temos feministas que defendem o genocídio de homens. Temos números crescentes de assassinatos de seres humanos no Brasil, mas só importam aqueles em que a vítima tinha uma vagina. Mais: agora matar uma mulher é legalmente pior que matar um ser humano.

Da parte de copiarem o seu texto (ou quase todo ele) sem lhe dar os créditos, isso foi mesmo feio e realmente pegou mal para quem copiou e quem compartilhou com autoria falsa. Mas o que me chama a atenção é uma coisa muito pior por trás disso, que vale para os dois lados: por que uma mulher conservadora plagiaria um texto de uma mulher feminista e por que basta tirar um ou dois parágrafos para nem parecer que o texto não é dela? Porque as ideias das duas se parecem e a diferença está em jargões. No caso, foi sobre a "hipersexualização da mulher". Sem sexualização, não existe diferença entre homem e mulher, ou as que existem não fazem sentido. Por que respeitar um homem é dar um bom tratamento e olhar para o corpo de uma mulher é desrespeito a ela? Melhor: por que uma mulher com "curvas generosas" deve receber um cargo político ou de chefia por ser mulher, mas não pode receber uma olhada de um homem na rua? A diferença entre a mulher conservadora e (quase sempre) a mulher feminista é que para a primeira, sexo é pecado para a última, sexo é estupro.

Ah, e você publicou o seu texto enquanto eu escrevia "O poder do debate interno do Feminismo real (Juliana Paes e Rede Globo, notas de 3 dias)". E descobriu o plágio da "Moça, não sou obrigada a ser feminista" dois dias depois que eu escrevi sobre a página Garota Conservadora compartilhar a postagem de um homem feminista.

Um abraço hétero.

Atualização 1

Obrigada à Bruna Tenório por ter dado a autoria, marcando a Aava Santiago. Também foram lá dar bronca: Aline Mariano, Camila Wu, Iago Pacheco, Aline Dantas e Deisymara Abreu. Podem ser amigos da autora, ou só pessoas que tinham visto o texto, mas todos se manifestando "só" por isso fica como lição para nós.

Atualização 2 (na postagem do "Moça, não sou obrigada a ser feminista ²")

*Eu, adm Rafael Zucco, vi esse texto rolando em várias páginas e republiquei aqui, sem a autora, disseram ser de Aava Santiago (feminista), não vejo problema nisso, somos anti-feminismo, pois sabemos a fundo pelo que esse movimento luta e por quem é financiado, mas nunca contra bons argumentos e ideias, o dia que feministas forem a favor de que menores estupradores e assassinos merecem ir para cadeia (ver ideia legislativa: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=65482), iremos comprar a mesma briga.

Abigail Pereira Aranha

Ver comentarios

2017-04-06T23:53:30+02:00

Direita cristã, acabou! - parte 29: Marcha das Vadias ou casamento no arraial?

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Valesca Popozuda - Se meu cu falasse!

Nando Moura

Publicado em 30 de outubro de 2015

[00:03 a 00:11] Olha, são 22 anos estudando música, você termina o seu dia de aulas... pra ver isso aqui.

[00:12 a 00:16] [Mostra na tela do computador um trecho do clipe da música "Sou Dessa", da Valesca Popozuda, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=_WR0KXcYIoQ, cerca de entre 01:25 e 01:32]

[00:17 a 00:44] Muito bem o seu cu balançando. Mas... não é só o cu balançando. Vejam só. [Mostra na tela do computador] "Funkeira comemorou ser lembrada por milhares de estudantes e receberá a homenagem pela sua postura de defensora dos direitos da mulher e da classe LGBT" [Pure People, 29 de outubro de 2015, http://www.purepeople.com.br/noticia/valesca-popozuda-ganhara-medalha-da-camara-do-rio-apos-citacoes-no-enem_a82873]. Eu vou mostrar novamente como é que esta piranha defende os direitos da mulher.

[00:45 a 00:50] [Volta ao clipe]

[00:51 a 02:25] Enfim. Vamos lá. Vamos ler aqui pra gente passar um pouquinho de raiva. Não tem nada melhor pra terminar o nosso dia do que um pouco de raiva, né? "Valesca Popozuda volta a agitar o mundo acadêmico". O mundo acadêmico brasileiro é realmente brilhante, não é verdade? Não é à toa que nós temos aí o doutor Pirrola, né, dando aulas na faculdade. "A agitar o mundo acadêmico. Depois de ter sido chamada por um professor de 'grande pensadora contemporânea' em uma prova escolar em 2014, a funkeira agora receberá a Medalha Mérito Pedro Ernesto oferecida pela Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Valesca ganhará a homenagem graças a sua postura feminista". Quer dizer que a postura feminista é agir como uma puta paga? "E por defender os direitos da classe LGBT, além de ter sido citada inúmeras vezes em várias redações do Enem por estudantes no último fim de semana". É claro! Os estudantes brasileiros têm o que na cabeça a não ser bunda e merda? Né? "Cujo tema foi 'A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira'". E quando eu disse aqui que você estava em plena lavagem cerebral... "Idiota! Idiota! Não sabem interpretar um simples texto!". A realidade parece que está do meu lado, né?

[02:27 a 02:58] "'Nunca passou pela minha cabeça uma coisa dessas. O que só prova que estou no caminho certo. Vou levar minha mãe, ela ficou com os olhos cheios d'água', disse ela, emocionada, em entrevista ao jornal 'Extra'. 'Sempre fui transparente e defendi os direitos da mulher fazer o que quer com seu corpo e com sua vida. Não acho que a mulher tem que ser melhor que o homem, mas'" tem que "ser respeitada". Vou mostrar aqui de novo pra vocês o respeito que a mulher deve ter.

[02:58 a 03:05] [Volta ao clipe]

[03:06 a 04:01] Cu abre, cu fecha, cu abre, cu fecha. É uma coisa artística mesmo. Essa mulher merece uma medalha. "'Me sinto muito orgulhosa de ser lembrada por estudantes do país inteiro numa prova tão importante quanto essa, que abordou o feminismo. Hoje em dia, as pessoas me param na rua e dizem que o preconceito que tinham comigo acabou', disse ela, que teve seu bordão 'beijinho no ombro', refrão de um de seus hits, reproduzido por ninguém menos que Fernanda Montenegro". Fernanda Montenegro reproduziu esse grande hit. Puta que o pariu! Puta que o pariu! Puta que o pariu! "No dia seguinte, Valesca usou seu Instagram para mostrar sua emoção com o reconhecimento: 'Diva das divas! É pra cair pra trás de tanta felicidade e honra'". É, é, é!

[04:01 a 05:46] "Valesca rejeita convite para entrar na política e descarta novo ensaio nu". "Por conta de seu discurso consciente", (agora já é consciente, né?) "a funkeira já foi convidada a se candidatar a um cargo político, mas rejeita a possibilidade". Ela e o [Alexandre] Frota poderiam muito bem... "Não penso nisso. Minha política é diária, com meus popofãs". Popofãs! Mas que caralho é um popofã, porra? "'Não sei prometer e não cumprir'. Em 2009, Valesca Popozuda posou para a revista masculina 'Playboy' e aparecia quase beijando um retrato de Lula". Puta que pariu, bicho! Caralho! Eu já vi filme pornô pesado, já vi aquele "Two Girls One Cup", lá, o comecinho, os primeiros segundos, ["'Hungry Bitches', popularmente conhecido '2 Girls 1 Cup,' é um filme pornográfico brasileiro, produzido pela Fachini Media. Caracteriza-se pela interação erótica de duas mulheres explorando o fetiche da coprofilia, com cenas de defecação, coprofagia e vômito." - https://pt.wikipedia.org/wiki/2_Girls_1_Cup] mas esse daqui é foda, hein! Na Playboy beijando o retrato de Lula é pra você vomitar mesmo. "Então presidente da república em uma das fotos. Apesar da polêmica, ela garante não se arrepender: 'Se tivesse que recriar esta foto, faria do mesmo jeito. Este ensaio mudou a minha vida, comprei um apartamento e pelo fato de ter feito um show no Complexo do Alemão", (puta que pariu!) "quando Lula estava lá para o início das obras do PAC, me fez ir para a capa da revista. Então, por que iria me arrepender?'". Não tem que se arrepender não, porra! Lugar de puta é em revista mesmo, revista de homem, né, mostrando a periquita, mostrando a bunda, é isso que você sabe fazer, porque música não é. Música definitivamente não é, música eu estudo há 22 anos, você caga... e diz que é música.

[05:47 a 06:12] Só em um país de merda uma canalha dessas poderia receber uma medalha por alguma coisa. Só em um país de retardados mentais com os narizes enfiados na bosta, na lama, na merda... NA MERDA... QUE UMA PORRA DUMA MULHER DESSA VAI RECEBER UMA MERDA DUMA MEDALHA. ENTÃO OS ACADÊMICOS É O CARALHO MESMO.

"Valesca Popozuda - Se meu cu falasse!", Nando Moura, 30 de outubro de 2015, https://www.youtube.com/watch?v=-ezX5p05d4E.

Meus comentários

Eu não gostaria de parecer que eu mostro uma falsa imparcialidade. Eu sou ateia, eu sou contra a moralidade tradicional, eu sou contra a veneração da família, eu defendo e vivo a putaria. E por isso mesmo eu sou contra o LGBT-Feminismo. Os conservadores cristãos ignoram as mulheres feministas que defendem a descriminalização da prostituição e da pornografia, que ficam marginalizadas dentro do próprio movimento feminista. Quando os conservadores cristãos associam o Feminismo à liberação sexual, é pura inversão do que eles mesmos pregam e acreditam: se nós temos como valor a castidade, eles têm como valor a sexualidade. Maldizer uma mulher que não tem horror a sexo pode funcionar entre eles, mas, assim eles pensam, associar a liberalidade sexual ao lesbianismo, ao aborto e a grupos de lésbicas animalescas tanto na aparência quanto no comportamento talvez possa sensibilizar o público externo. Quase sempre, eles acabam conseguindo exatamente o contrário, levar quem já não simpatizava com as ideias conservadoras e até jovens das próprias igrejas a pensar que o aborto ou o lesbianismo é razoável porque a liberdade sexual é.

Eu dizia que eu sou contra o LGBT-Feminismo exatamente porque eu sou a favor da licenciosidade. Eu tenho um blogue com... entretenimento adulto desde 2006, o A Vez dos Homens que Prestam, e eu comecei fazendo críticas ao universo feminino principalmente nessa parte de achar que se isolar dos rapazes faz uma mulher ser melhor. Eu nunca vi, desde 2006, uma comunidade ou uma página feminista defendendo a liberalidade sexual (de mulher com homem), mas vi várias de ódio aos homens (e mostrei algumas no blogue). Os meus leitores sempre foram quase todos homens, as poucas mulheres feministas nos comentários sempre foram lá pra me chamarem de machista, misógina, homofóbica, mulher-objeto ou fake de homem. Então, eu sei como associar Feminismo a liberação sexual heterossexual feminina é asneira.

Até a época da Marcha das Vadias, se dizer antifeminista era coisa de semianalfabetos, tarados mal sucedidos e provincianas sexualmente frustradas. Assim como até o governo PT, se dizer antiesquerdista no Brasil era coisa de filhos de condenados pela Justiça do Trabalho, dinastias decadentes do interior e analfabetos com pavor do que não conhecem. A melhor prova, no Brasil, de que Conservadorismo não é uma corrente política ou filosófica intelectualmente digna de nota é precisar de um governo Dilma Rousseff para ganhar atenção antes de ser destruído, aproveitando quando o movimento esquerdista tropeçou nas próprias pernas.

Isso tudo nos leva a esse caso infeliz do prêmio público para Valesca Popozuda. A música dela é realmente um lixo. Antes disso, em 2014, ela foi assunto de uma tese de mestrado de uma aluna da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e a autora preparou um artigo baseado na tese para apresentar em um congresso na Universidade de Columbia. A Valesca ficou sabendo que ela estava sem dinheiro para a viagem e pagou. O artigo é "Só Mina Cruel - Algumas Reflexões Sobre Gênero e Cultura Afirmativa no Universo Juvenil do Funk", e até erro de ortografia tem. Mas a tragédia por trás disso tudo é que o caminho para essa porcaria passou por um Conservadorismo que não era intelectualmente atraente. Vamos escolher o Lesbianismo Político ou o moralismo sertanejo? Vamos defender o aborto junto com a liberdade sexual ou a repressão sexual junto com o direito à vida? Eu tenho que ser lésbica para ser ateia ou tenho que ser puritana para ser hétero? Vamos virar uma Cuba de Fidel Castro em nome do proletariado ou defender o fim dos direitos trabalhistas para não virarmos uma Cuba?

O pior de Valesca Popozuda ganhar homenagens por uma música horrível e um lesbofeminismo barato é que isso mostra que se o contrário disso é o Conservadorismo, o limite do Conservadorismo é o "progressismo" e o limite do "progressismo" é ele mesmo.

Abigail Pereira Aranha

Ver comentarios

2017-04-05T18:27:44+02:00

Eu disse uma vez que a Garota Conservadora não passava de outro feminismo, agora é o mesmo

Publicado por Abigail Pereira Aranha

Abigail Pereira Aranha

Esquerdizando compartilhando a publicação de Luis Paulo, 04 de março:[01]

&qout;Mulher de amigo meu, pra mim é homem&qout; não migo, ela continua sendo mulher, não precisa trocar o gênero dela para respeitar - Esquerdizando e Luis Paulo

"Mulher de amigo meu, pra mim é homem" não migo, ela continua sendo mulher, não precisa trocar o gênero dela para respeitar

Garota Conservadora, 02 de abril:[02]

"mulher de amigo meu pra mim é homem" não amigão ela continua sendo mulher não precisa trocar o gênero dela pra dar o respeito devido - Garota Conservadora e Gabriel

Por mais homens que pensem assim <3

"mulher de amigo meu pra mim é homem" não amigão ela continua sendo mulher não precisa trocar o gênero dela pra dar o respeito devido

A fonte desta última postagem é o perfil do Gabriel, www.twitter.com/ascoresvivas. A postagem no print screen foi apagada, mas quando eu pesquisei, eu achei estas duas respostas:[03]

carolly @acallory

Respondendo a @ascoresvivas

não amigão é pq ele é hetero e não vai fazer algo com outro homem

você é bem burro

Math @maathbz

Respondendo a @acallory @ascoresvivas

o feministo calado por uma mulher que coisa mais linda *-----------*

E eu tinha escrito ontem "O poder do debate interno do Feminismo real (Juliana Paes e Rede Globo, notas de 3 dias)"[04], e olha só, a Garota Conservadia entra no mesmo erro:[05]

Garota Conservadora

03 de abril de 2017 às 18:30

Muito bem, ser feminina é bem diferente de ser feminista ;)

Juliana Paes defende o feminino contra o feminismo

Atriz global diz não concordar com exagero do movimento em recente entrevista para a Revista Veja.

BR.BLASTINGNEWS.COM

"Sou uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho". Ela disse isso na entrevista, mas esse trecho foi omitido no texto da Blasting News. E quem publicou foi uma mulher, Júlia Amanda Ferraes. Interessante! Não digo que é colaboração consciente com o feminismo educado, limpinho e perfumado, se não for coisa pensada, é inconsciente, é pior ainda.

Ah, antes de concluir, vou registrar o agradecimento ao amigo Aldir Gracindo da página A Voice For Men Brasil por ter compartilhado aquela pérola da Garota Conservadia comigo hoje, por mensagem privada no Facebook. E quando eu disse ontem ou no ano passado que a crítica ao feminismo mais insano podia se transformar não em uma denúncia fulminante, mas em debate interno do movimento feminista, eu não imaginava um exemplo mais flagrante que o da Juliana Paes.

Eu escrevi em fevereiro do ano passado sobre a "Página Garota Conservadora mostrando que o antifeminismo conservador não passa de outro feminismo"[06]. Lá, eu dou atalho para o meu texto "Os dois feminismos"[07], de dezembro de 2015. Agora, o antifeminismo conservador está deixando de ser um outro feminismo para ser o mesmo.

NOTAS:

[01] https://www.facebook.com/Esquerdizando/posts/1400602326681126, compartilhando https://www.facebook.com/luispaulo.stz/posts/1243463085744890

[02] https://www.facebook.com/gconservadora/photos/a.906785519466863.1073741828.778933445585405/1107008042777942

[03] https://twitter.com/maathbz/status/838806045468262405

[04] http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/04/o-poder-do-debate-interno-do-feminismo-real.html e https://avezdoshomens.blogspot.com/2017/04/o-poder-do-debate-interno-do-feminismo.html

[05] https://www.facebook.com/gconservadora/posts/1108432059302207, compartilhando http://br.blastingnews.com/tv-famosos/2017/04/juliana-paes-critica-feminismo-nao-quero-queimar-sutias-001598915.html

[06] http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/02/pagina-garota-conservadora-mostrando-que-o-antifeminismo-conservador-nao-passa-de-outro-feminismo.html e https://avezdoshomens.blogspot.com/2016/02/pagina-garota-conservadora-mostrando.html

[07] http://avezdasmulheres.over-blog.com/2015/12/os-dois-feminismos.html e https://avezdoshomens.blogspot.com/2015/12/os-dois-feminismos.html

Ver comentarios

Girl Gift Template by Ipietoon - Alojado por Overblog